Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal da Estância Turística de Presidente Epitácio - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal da Estância Turística de Presidente Epitácio - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
16
16 MAI 2024
ASSISTÊNCIA SOCIAL
EDUCAÇÃO
Ação Criança I e Núcleo de Assistência Social do Jardim Real promovem palestra para pais e responsáveis na campanha Faça Bonito
enviar para um amigo
receba notícias

A EMEIC Ação Criança I e o Núcleo de Assistência Social do Jardim Real realizaram nesta quarta-feira, (15), uma palestra em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado em 18 de maio, como parte das ações da Campanha Faça Bonito, voltada à mobilização da sociedade no enfrentamento do abuso e exploração sexual de menores de idade.

Os pais e responsáveis pelas crianças matriculadas na unidade foram convidados para participar da palestra ministrada pela psicóloga, Suelen Midori Barbosa Sindo e pela assistente social, Juliana Santos Nespoli a convite da diretora Sandra Zonatti e da coordenadora Elaine Souza Gomes, seguindo o planejamento pedagógico da escola. 

A equipe técnica do Núcleo de Assistência Social explicou a diferença entre abuso sexual e exploração sexual, a importância da educação sexual e como os pais podem identificar sinais de violência sexual que refletem no comportamento das crianças. “Muitas vezes pensamos que é algo distante, que só vemos pelo telejornal, mas é importante ressaltar que pode acontecer dentro da nossa comunidade e, infelizmente, dentro da própria família”, disse a psicóloga Suelen.

Para apresentar de maneira mais acessível, os pais participaram de uma dinâmica visando conversar sobre o tema e assim encontrar meios de proteger as crianças. “Ensinar desde cedo o seu filho que o corpo dele deve ser respeitado é importante para que ele saiba que pode contar para os pais se algo acontecer ou para outra pessoa de confiança, como a professora”, completa Suelen.

Denúncias anônimas de suspeitas de violações de direitos humanos podem ser efetuadas pelo disque 100.

Fonte: Secretaria de Educação e Esportes
Autor: Assessoria de Comunicação
Local: Presidente Epitácio - SP
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia